Menu fechado

SOBRE A CADES

ORIGEM DE UMA VISÃO DE CONVENÇÃO

A igreja de que foi fundada por Cristo, através da preparação e formação dos discípulos ao longo dos 3 anos, Jesus instaurou um método que projetou um único objetivo, de levar o plano de salvação a humanidade (Evangelho); Assim com a mesma fé em Cristo, os mesmos discípulos que conviveram com ELE, Jesus Cristo, tornam se apóstolos e discipulam centenas de homens e mulheres, formando e fundando igrejas. Todos estes discípulos; bem como também Saulo; o que foi chamado de Paulo por Cristo, são trabalhados pelo Espírito Santo, e espalhados pelo mundo, na época, e tornam-se multiplicadores do Evangelho anunciado por Cristo. Estes fizeram sinais como Jesus os ordenou. E hoje tomou uma monumental árvore com tantas ramificações que sub-originaram centenas de milhares igrejas em todo o mundo.

A IGREJA SUL-AMERICANA

Analisando o Brasil e países sul-americanos, há um imenso crescimento, fora do comum, da igreja de Cristo, principalmente semelhante aos mesmos moldes originais de Cristo, numa visão de Deus, pelo Espírito Santo, torna-se a Igreja Assembleia de Deus no Brasil.

Esta igreja, em específico, que após milhares de igrejas plantadas, multiplica-se em um conglomerado impossível de ser administrado. Acreditamos que Deus, moveu-se, como da mesma forma os discípulos, que foram levados pelo Espírito Santo a lugares diferentes para que a Igreja, multifacetariamente, envolvessem o evangelho, para não ser regionalizado. O resultado dos discípulos de Jesus, analiticamente na Igreja Original das Assembleia de Deus. Isso tornou a igreja tão forte e altamente crescente, mas não conseguia seguir uma administração central, na qual era mono-administrada, sem conseguir viver uma unidade, muitas questões que não vale ser discriminadas, pois por algumas questões eclesiásticas ou políticas, criaram-se limitações, na qual não conseguiu seguir em uma mesma condição administrativa. Isto culminou em inúmeros bloqueios, visões ambíguas, e até filosofias regionalizadas, e muitas dificuldades administrativa-eclesiástica; Fazendo que a Assembleia de Deus no Brasil subdivide-se em pelo menos 2 grandes conglomerados e vertentes administrativas, dando origens a centenas de novos ministérios e novas igrejas independentes.

E em meio a tantas novas igrejas, sem apoio, obreiros com igrejas crescentes, mas sem nenhuma ajuda, pastores sem serem pastoreados, são os motivos, entre outros, da base porque funda-se a CADES, uma nova convenção do mesmo ramo assembleiano, que busca a originalidade e moldes da igreja primitiva de Cristo.

Por analise indireta, estas novas igrejas citadas, crescem sem um preparo, ou critérios, ou mesmo seguem uma convenção, ou o Ide de Jesus Cristo. Assim não vivenciando os moldes originais de Cristo e implantados nos seus discípulos.

Outrora vimos uma situação semelhante em Saulo, o que foi chamado de Paulo, e que indiretamente foi discipulado por Cristo. Paulo alinhava-se aos discípulos, mas obtinha de Cristo uma visão amplamente aberta para multiplicar o Evangelho.

A CADES CONVENÇÃO, é idealizada por um grupo de pastores, da Igreja Assembleia de Deus independente, derivada de um dos segmentos originais, a partir da Assembleia de Deus fundada no Brasil pelos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren (Suecos que entenderam a visão da originalidade e propósito de Cristo, foram para os Estados Unidos entender o avivamento que acontecia por lá e vieram para o Brasil). Eles pregaram e reúnem centenas de fiéis e iniciam a igreja.

Já o grupo citado, de pastores da Assembleia de Deus no sul de minas, na cidade de Pouso Alegre entende o proposito e buscam apoio de outros pastores que sentiam a necessidade de fraternalmente estarem ligados de uma forma de cooperação mutua, sem ser a mesma igreja (denominação). O Trabalho foi tomando uma dimensão de igrejas cooperadas e firmaram um trabalho na cidade de Pouso Alegre-MG, sentindo a mão do espírito santo ligando corações por uma mesma visão original de cristo. Da missão do Ide, de manter comunhão, de estar atrelados discipulando e preparando os obreiros com a necessidade de estar unidos, em uma rede de pastores para troca de experiências, buscar a originalidade do ide de Cristo, sem ser vinculado a uma bandeira (denominação), e sim fundamentado em Jesus Cristo, multiplicar o Reino de Deus. E viver a visão de crescimento de Jesus implantado na Bíblia sagrada para a finalidade de ajudar igrejas que estão andando sozinhas.

SIGNIFICADO CADES

A CADES, palavra derivada do Hebraico, que significa separado, consagrado, neste grupo de pastores Pouso Alegre-MG, com outras cidades do sul de minas, como Guaranésia, Arceburgo e outras regionais (Mococa-SP), unem-se para estarem consagrados e separados (chamados e vocacionado por DEUS) para ampliação do reino de Deus.

ORIGEM DE UMA VISÃO DE CONVENÇÃO

A igreja de que foi fundada por Cristo, através da preparação e formação dos discipulos ao longo de 3 anos, Jesus instaurou um método que projetou um único objetivo, de levar o Evangelho a humanidade; Assim com a mesma fé em Cristo, os mesmo os discípulos que conviveram com Cristo, tornão se Apóstolos e discipulam centenas de homens e mulheres, formando e fundando igrejas. Todos estes discipulos, e Paulo, chamado por Cristo, são trabalhados pelo Espírito Santo, e espalhados pelo mundo, na época, e tornam-se multiplicadores do Evangelho anunciado por Cristo, que fizeram sinais como Jesus os ordenou. E hoje tomou uma monumental árvore com tantas ramificações que sub-originaram centenhas de milhares igrejas em todo o mundo.

ALGUMAS DAS IGREJAS FILIADAS AO CADE

ADSM – IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO SUL DE MINAS – SEDE: POUSO ALEGRE-MG
ASSEMBLÉIA DE DEUS PENIEL – SEDE: MOCOCA-SP
ASSEMBLÉIA DE DEUS PROVIDENCIA DIVINA – SEDE: POUSO ALEGRE-MG
PALAVRA VIVA – SEDE: GUARANÉSIA-MG
PALAVRA VIVA – SEDE: SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO-MG
COMUNIDADE APOSTOLICA UNIDOS POR CRISTO – SEDE: POUSO ALEGRE-MG
COMUNIDADE CASA DE ORAÇÃO – ARCEBURGO-MG
ASSEMBLEIA DE DEUS – ITAPIRA-SP
IGREJA EVANGÉLICA SEGUIDORES DE JESUS – SEDE: POUSO ALEGRE-MG

CADES PROPÓSITOS

C: COMUNHÃO

A: ADORAÇÃO

D: DISCIPULADO

E: EVANGELISMO

S: SERVIÇO (MINISTÉRIOS)

COMO FUNCIONA CADES

CADES CONVENÇÃO – Convenção das Assembleias de Deus Sul-Americanas, é uma convenção fraternal e Interdenominacional, com a diretriz de não interferir na Igreja, bem como não interfere na liturgia da Igreja. Só cria uma rede interligada de igrejas e pastores para uma ajuda mútua de preparo ministerial, formação de obreiros, unicidade, promoção do evangelho, credenciamento e licenciamento de obreiros de forma anual convencional.

A CADES Pastoreia os pastores, pois estar junto e ligados, gera uma harmonização e troca de experiências.

Não há custo para as Igrejas; existe apenas um custo simbólico anual por obreiro (que quiser ser filiado), de apenas R$100,00(cem reais anualmente); no qual só poderá ser filiada à igreja, se o pastor presidente da denominação, for filiado, e assim todos os obreiros da igreja que quiserem ser licenciados, receberem credenciamento e autorização pela convenção de exercício da função eclesiástica pela qual sua igreja o designou e o separou.

HISTÓRIA DAS ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

Assembleia de Deus chegou ao Brasil por intermédio dos missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, que aportaram em Belém, capital do Estado do Pará, em 19 de novembro de 1910, vindos dos Estados Unidos. A princípio, frequentaram a Igreja Batista, denominação a que ambos pertenciam nos Estados Unidos. Os missionários suecos traziam a doutrina do batismo no Espírito Santo.

As Assembleias de Deus brasileiras estão organizadas em forma episcopado não territorial, onde cada Ministério é constituído pela igreja sede com suas respectivas filiadas, congregações e pontos de pregação (sub-congregações). O sistema de administração é um misto entre o sistema episcopal e o sistema congregacional, onde os assuntos são previamente tratados pelo ministério (Convenção local), com forte influência da liderança pastoral, e depois são levados às assembleias para serem referendados apenas. Os pastores das Assembleias de Deus podem estar ligados ou não às convenções estaduais, e estas se vinculam a uma convenção de âmbito nacional.

As Assembleias de Deus iniciaram cedo seu trabalho missionário, em 1913 enviou um evangelista a Portugal. Desde a década de 1990 os diversos ministérios expandiram em áreas cada vez mais distantes de suas igrejas mães, plantando igrejas em comunidades imigrantes brasileiras nos Estados Unidos, Europa, Japão, América Latina ou em novas iniciativas missionárias na África e Ásia.

Desde a década de 1980, por razões administrativas, a Assembleia de Deus brasileira tem passado por algumas cisões que deram origem a diversas convenções e ministérios, com administração autônoma, em várias regiões do País. O mais expressivo dos ministérios independentes é o Ministério de Madureira, cuja igreja já existia desde os idos de 1930, fundada pelo pastor Paulo Leivas Macalão e que, em 1958, serviu de base para a estruturação nacional do Ministério por ele presidido, até a sua morte, no final de 1982.

Particularmente na América do Sul, hoje existem muitas Assembleias de Deus autônomas e independentes. No Brasil, segundo o censo 2010 de todos os grupos havia 12,3 milhões de aderentes.

DOUTRINA - CREDO

Cada igreja poderá ter um credo, contudo as bases dessa convenção é:

De acordo com o credo das Assembleias de Deus, entre as verdades fundamentais da denominação, estão a crença:

Num só Deus eterno subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo;

Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, considerada a única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão;

Na concepção virginal de Jesus Cristo, na sua morte vicária e expiatória, ressurreição corporal e ascensão para o céu;

No pecado que distancia o homem de Deus, condição que só pode ser restaurada através do arrependimento e da fé em Jesus Cristo.

Arrebatamento dos membros da Igreja para a Nova Jerusalém em breve com a volta de Cristo.

Na necessidade de um novo nascimento pela fé em Jesus Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus para que o homem se torne digno do Reino dos Céus;

A denominação pratica o batismo em águas por imersão do corpo inteiro, uma só vez, em adultos, em nome da Trindade; a celebração, sistemática e continuada, da Santa Ceia; e o recebimento do batismo no Espírito Santo, geralmente, com a evidência inicial do falar em outras línguas, seguido de outros dons do Espírito Santo.

A exemplo da maioria dos cristãos, aguardam a segunda vinda pre-milenial de Cristo em duas fases distintas: a primeira, invisível ao mundo, para arrebatar a Igreja fiel da terra, antes da Grande Tribulação; e a segunda, visível e corporal com a Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo por mil anos, sendo, portanto, dispensacionalista.

Ainda, nesse corolário de fé, os assembleianos esperam comparecer perante o Tribunal de Cristo, para receber a recompensa dos seus feitos em favor da causa do Cristianismo, seguindo-se uma vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tormento para os infiéis.